artigo

quarta-feira, 17 de abril de 2013 - 17:00

Tamanho do texto: A A

Acupuntura: Obtenção do Hibiqui (Hibiki ou de Qi)

por: Colunista Portal - Educação

Sensações da agulha no ponto
Sensações da agulha no ponto
O essencial para se chegar a um bom resultado na acupuntura, é obter o “Hibiqui”.

Hibiqui nada mais é do que algumas sensações que a agulha pode provocar quando inserida no ponto. Essas sensações podem ser:

• Peso

• Leveza

• Formigamento

• Calor

• Frio

• Choquinho

• Maca balançando

• Qi elétrico

• Tremores musculares rápidos

• Cansaço

• Dormência

• Outros.

Alguns acupunturistas relatam que, quando o paciente sente a sensação de “choquinho”, muitas vezes é possível do acupunturista sentir também.

Quando alguma destas sensações for mencionada pelo paciente é sinal de que estamos trabalhando corretamente e seu equilíbrio energético, tende a se reequilibrar.

Alguns métodos podem auxiliar para obtenção do Hibiqui, e eles serão descritos aqui por ordem de segurança:

- Tempo: É o método mais tranquilo, fácil e seguro. Basta espera que o Hibiqui ocorra, porém como pode demorar muito, alguns acupunturistas preferem outros métodos.

- Massagem no meridiano: Método também seguro que consiste na aplicação de massagem no meridiano que pertence ao ponto de acupuntura.

- Arranhar: Consiste em arranhar o cabo da agulha se possível, sem balançá-la. É o método mais indicado para pacientes sensíveis.

- Agitar:
É um método relativamente fácil de se fazer, basta dar um “peteleco” na agulha com a finalidade de causar uma breve agitação. Só deve se tomar cuidado para não agitar ao ponto da agulha se deslocar.

- Pistonagem: Método que deve ser executado com certa cautela para não ocorrer à remoção da agulha. Basta fazer movimentos de aprofundar e superficializar.

- Rotação: Consiste em girar a agulha no eixo de 180°, sem removê-la, e cuidado para não fazer eixo de 360°, pois pode ocorrer o “agarramento” da agulha e assim ela pode ficar retida na pele.

- Puxão: Esse método é o mais difícil de ser realizado e requer muito treinamento. Consiste em realizar movimentos de rotação, pistonagem e agitação simultaneamente.

É possível que mesmo depois de empregar esses métodos, alguns pacientes não sintam nenhuma das sensações descritas acima. Nestes casos, pensa-se primeiro em falta de destreza do acupunturista, erro de profundidade, angulação, ponto, etc., ou o paciente é muito deficiente energeticamente e para isso é preciso mais algumas sessões para obtenção do Hibiqui, ou seja, o tratamento será mais lento.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Medicina Alternativa