artigo

quarta-feira, 10 de outubro de 2012 - 16:58

Tamanho do texto: A A

A copa 2014 é agora !

por: José Rogério Vilkevicius

Copa 2014
Copa 2014
A copa de 2014 é agora! Com a definição do Brasil para sede da Copa do Mundo de 2014, teremos literalmente um "grande" nicho de negócios e quem sabe oportunidades para atuar no exterior. Não faz muito tempo, aqui em São Paulo, muitas placas de parques, estações de metrô entre outros locais públicos foram atualizadas com suas informações em inglês, já antecipando-se para o evento em questão. Ou seja, já começamos o processo para podermos receber os turistas com as condições mínimas necessárias, embora haja muito para se fazer, mas já é um começo.

E nós? Estamos preparados para esse nicho? Poderá ser também a "nossa copa", no campo pessoal e profissional? O que precisamos para poder abrir as "portas" que existem no Mundo globalizado em que todos querem ter a "chave" das melhores escolhas em nossa atualidade? Tenha em mente que, além de um curriculum escolar que "encha" os olhos de quem busca excelência em seu quadro de colaboradores, conhecimento de nível "bom" para cima em informática, o fator idioma é mais do que decisivo em processos seletivos.

Na verdade em muitos casos, empregadores estão exigindo que o candidato tenha conhecimento (proficiência) em pelo menos duas línguas (tirando a sua ok? Rs!), como inglês e espanhol. Na verdade, quem estiver "tinindo" neste quesito, poderá com certeza aumentar suas chances de crescimento ou inclusão no mercado de trabalho, daqui em diante... Assim como as seleções iniciaram suas preparações de maneira antecipada para a Copa, temos que "arregaçar" as mangas e partir para o ataque no item desenvolvimento pessoal.

Comparativamente com o futebol, aprender idiomas requer o seguinte cálculo: Planejamento + Vontade + Método + Feedback + Garra + Dedicação ------------ Resultado (Somatória de todos os adjetivos, ok?)

E em alguns casos superação, por que não? Veja alguns exemplos:

1) Muitas pessoas tem medo de errar, quer seja pelo julgamento dos outros ou de si mesmo, e isto tira a vontade de vencer. Quem tem medo não entra em campo, não participa das jogadas, nem sequer é "relacionado", entende?

2) Outras possuem "traumas" de um professor ou método, mas há vários métodos, didáticas e professores "loucos" para poder ajudá-lo(a) a falar línguas - este que escreve é um desses "loucos", ok?

3) Outras se acomodam no pensamento "está bom do jeito que está", então amigo(a) não olhe para trás pois (milhares, milhões, sei lá) estão chegando e a surpresa poderá ser grande!!!

Por isso e por outros motivos: "a Copa de 2014 é agora!" Pelo menos para todos aqueles que querem chegar no resultado: "É Campeão !" E aí, qual será a sua decisão?
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

José Rogério Vilkevicius

Instrutor de idiomas à 5 anos, coordenador do projeto Quero Idiomas, leciona inglês e espanhol de forma presencial e pela internet para empresas e pessoa física. Atualmente faz Licenciatura em Letras e interage com seus mais de 70 alunos através do seu site, dedica todo seu tempo em melhorar sua capacidade pedagógica e também na melhoria contínua dos seus cursos e ensinamentos.Ama o que faz.

Idiomas