CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Avaliação de Desenvolvimento da Linguagem

Artigo por Colunista Portal - Educação - quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Tamanho do texto: A A

O uso da linguagem em várias situações comunicativas
O uso da linguagem em várias situações comunicativas
Desenvolvimento pragmático
A pragmática estuda “o funcionamento da linguagem em contextos sociais, situacionais e comunicativos...”, ou seja, analisa os aspectos funcionais da comunicação, o uso intencional da linguagem, portanto, quando avaliamos a pragmática, estamos avaliando as “intenções comunicativas do falante e da utilização que faz da linguagem para realizar essas intenções”

(Acosta et al, 2003, p. 33-35). Em relação à linguagem infantil, dois aspectos deverão ser analisados: as funções comunicativas, que seriam as habilidades comunicativas; e a conversação, que seriam as habilidades conversacionais, compromisso conversacional, fluência do discurso e adequação referencial (dêixis).

O que observar?
O uso da linguagem em várias situações comunicativas. Para Acosta et al (2003, p. 47), o objetivo principal é “avaliar e ‘descrever’ a competência comunicativa das crianças e o caráter interativo e de uso da língua.” Portanto é fundamental “...conhecer a capacidade da criança para comunicar-se de maneira eficaz e adequada em diferentes contextos e diante de interlocutores diversos.”

Objetivos:

a) Conhecer as funções comunicativas que refletem as produções das crianças:
• determinar as intenções comunicativas (o que tentam transmitir?)

• determinar a compreensão dos significados ou intenções comunicativas que outros interlocutores tentam transmitir.

• determinar os expoentes linguísticos utilizados pela criança para expressar suas intenções comunicativas.

b) Avaliar as habilidades conversacionais:

• verificar a participação da criança em intercâmbios de conversa;

• verificar o grau de envolvimento nos intercâmbios conversacionais – a criança inicia a conversação, ela limita-se a responder as perguntas do interlocutor, ela participa ativamente da organização, gestão e desenvolvimento da conversação?

• verificar se a criança tem habilidade para iniciar ou mudar de assunto;

• verificar a habilidade para tomar e ceder turnos;

• verificar o conhecimento dos recursos e estratégias linguísticas e não linguísticas que a criança usa quando participa da conversação;

• verificar como a criança usa as respostas – o grau de coerência ou incoerência, enunciados ambíguos ou não;

• verificar a habilidade para fazer autocorreção para superar mal-entendidos.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.