artigo

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011 - 16:25

Tamanho do texto: A A

Higiene Vocal

por: Colunista Portal - Educação

Higiene Vocal


Diversas são as profissões que utilizam a voz como instrumento essencial para o sucesso profissional, diretamente como no caso de locutores, cantores, telefonistas e atores, ou indiretamente como os professores, secretários e políticos. Algumas pessoas tem consciência da importância da saúde vocal na sua profissão, outras só conseguem perceber quando a mesma falta ou falha, seja no trabalho ou no momento do seu descanso. Sinais como rouquidão, ardência ou dor na garganta, pigarros frequentes ou até mesmo um simples cansaço ao falar podem estar relacionados com alguma patologia que acomete a laringe.
O cuidado com a voz deve ocorrer diariamente, independente da intensidade do seu uso, os profissionais devem inicialmente ter percepção corporal do uso da voz e, consequentemente incorporar à rotina hábitos salutares que resultarão em benefício próprio.  Dicas de higiene vocal são fundamentais para que a laringe não realize esforços desnecessários.
A água é considerada uma grande aliada da saúde vocal, propicia a hidratação do organismo, que reflete na hidratação laríngea. Algumas pessoas tem dificuldade em ingerir água, podendo manter o hábito substituindo a água por suco.  Falar em ambiente ruidoso, disputando com gritos, buzinas ou ruídos excessivos, é outra situação que também prejudica as pregas vocais, faz com que o falante grite ou aumente o tom de voz para ser ouvido, resultando em adução excessiva e brusca das pregas vocais, este movimento brusco pode causar lesões como calos (nódulos) e/ou pólipos.
Os profissionais que são alérgicos devem observar os momentos de crise, pois a mucosa que reveste a laringe está edemasiada, consequentemente o atrito das pregas vocais no momento da fala ou do abuso vocal e a agressão tornam-se ainda maior. A utilização de álcool, drogas e cigarro também não combinam com saúde vocal, principalmente quando estes estão associados a noites sem dormir e conversação abusiva e excessiva.
Quando um profissional estiver em dúvida quanto à utilização correta da voz, ou até mesmo sentir necessidade de melhores informações técnicas ou avaliação de rotina, deve buscar orientações especializadas, juntamente com um médico otorrinolaringologista ou um fonoaudiólogo. Cuidados vocais não fazem mal a ninguém.

Carolina Cysne
Tutoria e Interação – Portal Educação
Portal Fonoaudiologia

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Fonoaudiologia