CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Parkinson

Artigo por Colunista Portal - Educação - segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Tamanho do texto: A A

A doença de Parkinson é um dos distúrbios neurológicos mais comuns entre os idosos.

O Parkinson é uma doença progressiva, mas passível de ser controlada com o uso de algumas drogas, porém muitas dessas causam vários efeitos colaterais e perdem sua eficiência rapidamente.

O Parkinson é caracterizado por alterações na movimentação, comprometimento do intelecto e, às vezes, depressão.

A doença de Parkinson se estabelece mais comumente entre as idades de 55 e 60 anos, mas pode ocorrer em pessoas mais jovens ou mesmo aos 80 anos de idade. Atinge todas as raças. Seu principal fator de risco é o próprio envelhecimento. É uma das principais causas de morte na velhice.

A causa do Parkinson, na grande maioria das vezes, é desconhecida, sendo então denominada Doença de Parkinson idiopática.

Acredita-se que a patologia tenha seu aparecimento relacionado ao processo de envelhecimento de determinadas células cerebrais somado a uma predisposição genética, o que leva a uma diminuição de uma substância chamada dopamina, a qual é um hormônio que participa das reações químicas dentro do cérebro, que levam à formação da adrenalina.

O sintoma inicial mais comum no Parkinson é o desenvolvimento de tremores, que inicialmente são unilaterais e posteriormente atingem ambos os lados dos membros superiores.

Os Parkinsonianos apresentam também uma lentidão, com as atividades da vida diárias cada vez mais difíceis de serem executadas. Os portadores do Parkinson queixam-se que a expressão facial pode ser menos facilmente alcançada, assumindo uma expressão em máscara.

Há uma tendência ao arqueamento do corpo e uma dificuldade para andar, com passos curtos e tendência em arrastar os pés. Mais tarde os passos se tornam mais curtos e rápidos e há o desenvolvimento de dificuldade em começar a andar, após ter parado.

A fala pode torna-se rápida e interrompida, de difícil compreensão. O mais comum é uma diminuição do volume da voz.

Algumas vezes no Parkinson pode haver prejuízo das funções intelectuais, com aparecimento de demência, principalmente em fazes tardias da doença, chegando a atingir 50 a 80% dos pacientes. Pode evoluir com depressão, o que também é muito comum.

A doença de Parkinson é progressiva. Não é possível prever o quão rapidamente a doença progredirá. Mas com a progressão, todos os sintomas se tornam acentuados.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.