CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Desenvolvimento motor nos dois primeiros anos de vida

Artigo por Colunista Portal - Educação - quarta-feira, 2 de abril de 2008

Tamanho do texto: A A

O desenvolvimento é o resultado da interação contínua entre os potenciais biol&#
O desenvolvimento é o resultado da interação contínua entre os potenciais biol&#
No primeiro ano de vida, as aquisições nas áreas sensoriomotoras e psicoafetivas, são as bases da relação da criança com o mundo e ocorrem de forma intensa neste período. A partir do nascimento, o recém-nascido é exposto a uma série de estímulos novos, como o roçar das roupas na pele, o frio e o calor, o desconforto da fome, das cólicas e a necessidade de manter uma postura vencendo a forca da gravidade. Isto leva o indivíduo a um superação constante das dificuldades que se apresentam e a uma adaptação, possibilitada pela maturação do sistema nervoso central.

O desenvolvimento é o resultado da interação contínua entre os potenciais biológico e genético e as condições ambientais com seus aspectos psicossociais, culturais e econômicos.

As etapas do desenvolvimento não são estáticas, e a sequência das aquisições motoras são encadeadas; sendo cada etapa preparatória das subsequentes. As idades em que são alcançados os marcos do desenvolvimento são dados estatísticos e servem como guias para o reconhecimento dos desvios da normalidade. Numa avaliação porém é importante considerar não só as aquisições motoras mas a qualidade com que são realizadas.

O desenvolvimento normal é caracterizado pela maturação gradual do controle postural, pelo desaparecimento dos reflexos primitivos em torno de 4 a 6 meses de idade (Moro, RTCA, Galant, reflexos plantares, reflexos orais); e pela evolução das reações posturais (retificação e equilíbrio). Na avaliação dos reflexos primitivos cabe lembrar que mesmo quando presentes na idade esperada, deve-se observar se a sua intensidade é adequada para aquela fase.

Para o pediatra o conhecimento do desenvolvimento motor normal, vai permitir a detecção dos seus desvios e o encaminhamento da criança para uma equipe onde será feita uma avaliação especializada e o diagnostico funcional. Cabe lembrar que toda avaliação deve ser sequencial e que um exame motor normal, na nossa população de alto-risco, não exclui a possibilidade de um outro problema futuro (distúrbio de linguagem, distúrbio de aprendizado, ...).

Os fatores causais de anormalidades atuam de forma variada, tanto em intensidade quanto em localização no SNC, levando a alterações nas varias fases do processo de desenvolvimento; resultando em quadros clínicos de grande diversidade, do ponto de vista funcional.

O diagnóstico de um distúrbio de desenvolvimento, muitas vezes é feito pela avaliação funcional e nem sempre os exames complementares contribuem para a determinação de sua etiologia.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.