CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Interação Professor-Aluno e a Melhoria na Qualidade do Ensino Superior

Artigo por Jaqueline Dias - quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Tamanho do texto: A A

Professor-Aluno X Qualidade do Ensino Superior
Professor-Aluno X Qualidade do Ensino Superior
O ser humano é em sua essência um ser social, pois do sistema familiar onde ele nasce e cresce; surgem os processos de comunicação e os valores que o orientam interna e externamente. A universidade por sua vez, se caracteriza como Instituição social, e em tempos modernos conquistou inúmeros direitos sociais, elevando o sentido democrático.

Contudo, a evolução capitalista gerou inúmeras mudanças nas instituições de uma forma geral, e assim a Instituição de Ensino Superior já se apresenta como uma Organização Social. Logo, cabe uma reflexão sobre tais mudanças para que as IES continuem proporcionando dignidade humana e cidadania em meio ao processo globalizado em que se encontra. Pois sendo a universidade um ambiente comunitário onde há interdependência de comunicação, cabe aos docentes superiores abastecer os alunos de conhecimento através da ponte, chamada aqui de relação interpessoal.

Por assim dizer, quanto melhor for tal relação, quanto mais sintonia houver entre os agentes dessa relação, melhores resultados serão obtidos, haja vista que o ato de educar é também em sua essência um fator social. Assim, há um processo de troca entre professor e aluno.

Devido à globalização, atualmente exige-se mais responsabilidade social das instituições de ensino superior, assim como se espera dos docentes competências tais para o exercício de suas funções de forma a serem capazes de intervirem e compreenderem a realidade que é parte das expectativas dos alunos, facilitando assim o desenvolvimento humano.

Por conseguinte, o docente superior ganha destaque devido ao seu enorme papel social, pois a ele cabe potencializar seus alunos, tanto interiormente quanto na aquisição de conteúdos culturais e ainda, influenciá-los a atuarem ativamente e proativamente servindo a comunidade a qual pertencem, e por isso, saindo do foco somente de ensino para o de ensino-aprendizagem. Cabe ao docente educar para as mudanças, para a autonomia de forma globalizada, formando cidadãos conscientes de seus deveres e também de suas responsabilidades sociais.

Superando então, a educação tradicional do século passado que se mostrou inapta na preparação de cidadãos para o mundo globalizado devido ao individualismo de valores que a marcou. Por assim dizer, exige-se do docente superior, competência. O docente só poderá oferecer uma educação de qualidade se investir em suas competências e formação além de uma boa interação com seus alunos, uma vez que professores e alunos carecem de uma relação mútua de confiança. E por outro lado, alunos têm expectativas e buscam docentes competentes e comprometidos com a evolução qualitativa do ensino e de seus alunos.

Neste contexto, o processo de comunicação se faz importante já que não está presente somente no ambiente familiar, mas também em todos os grupos em que o indivíduo faça parte, inclusive no ambiente educacional superior. É importante que esta relação não aconteça de forma unívoca. Há a necessidade de respeito entre ambas as partes, uma vez que a convivência se torna mais agradável se for adotado o princípio de que “nem só eu, nem só o outro; mas sim eu e o outro”.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Jaqueline Dias

Graduada em Fisioterapia (UGF), Pós-Graduada em Docência Superior (UGF) e em Traumato-Ortopedia (UCP). Perita e Assistente Técnica Judicial. Professora das disciplinas, Anatomia e Fisiologia Humana, Primeiros Socorros e Biologia e Biossegurança em Saúde.