artigo

quinta-feira, 19 de abril de 2012 - 11:31

Tamanho do texto: A A

Intermediação Financeira

por: Colunista Portal - Educação

Adquirindo um investimento
Adquirindo um investimento
No Sistema Financeiro Nacional (SFN) ocorre o mesmo processo de oferta e demanda (procura). Entretanto, é importante fazer distinção, desde já, de dois tipos de “intermediação financeira”:

Intermediação Financeira Direta
Agentes Superavitários: depositam ou aplicam seus recursos em uma “Instituição Financeira”. Exemplos: Depósitos à Vista (contas-correntes), Depósitos a Prazo (CDB – Certificado de Depósito Bancário, RDB – Recibo de Depósito Bancário, Letra de Câmbio) e Poupança. 

Agentes Deficitários: tomam estes recursos na forma de “Operações de Crédito”. Exemplos: Empréstimos em Conta (sem destinação específica), Financiamentos, Títulos Descontados (Duplicatas, Cheques, Notas Promissórias.) e Leasing, entre outros.

Intermediação Financeira Indireta
Agentes Superavitários: adquirem como um investimento “Títulos de Crédito Mobiliários” (ex.: Ações e Debêntures), via Bolsa de Valores (Bolsa de Valores de São Paulo - Bovespa) e Mercado de Balcão (Organizado e Não Organizado).

Agentes Deficitários: tomam estes recursos na forma de títulos de crédito, inclusive abrindo a possibilidade de participação de novos acionistas no seu “Capital Social”.

O mercado financeiro é formado pelas Instituições Financeiras que realizam operações de “intermediação financeira direta” (em mercados como: monetário, mercado de crédito e mercado de câmbio). E qual a definição de Instituições Financeiras?

São as que realizam o processo de “intermediação financeira direta”. Principais tipos de instituições financeiras: Bancos Comerciais (BC), Bancos Múltiplos (BM), Bancos de Investimentos (BI), Caixa Econômicas (CE), Sociedades de Crédito, Financiamento e Investimentos (SCFI, conhecidas como “Financeiras”), etc.

Para compensar o risco assumido pelas operações de crédito fornecidas a terceiros, dos recursos captados de seus clientes correntistas, aplicadores e/ou poupadores, os bancos são remunerados por uma diferença de taxas denominada “Spread” (diferença da taxa de captação de recursos fornecida pelo banco versus a taxa de aplicação destes mesmos recursos pelo banco).

E qual o conceito de Sistema Financeiro Nacional?  É o conjunto de instituições financeiras ou não financeiras que utilizam instrumentos financeiros e de capitais específicos para captação e aplicação de recursos, propiciando um fluxo regular de recursos entre agentes superavitários (ou poupadores, aplicadores) e deficitários (ou tomadores) de recursos financeiros (moeda).

Finalizando os conceitos sobre mercados, não se pode deixar de conceituar o mercado de capitais, que são as Instituições Financeiras ou Não Financeiras (Auxiliares, Equiparadas) que realizam operações de intermediação financeira indireta.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Finanças