artigo

quarta-feira, 13 de março de 2013 - 16:56

Tamanho do texto: A A

Personalidade do recém-nascido pelo jeito de mamar

por: Colunista Portal - Educação

O comportamento dos bebês na avaliação da mamada
O comportamento dos bebês na avaliação da mamada
Após passada a fase de adaptação a mãe perceberá que seu bebê tem um jeito próprio de mamar. O comportamento dos bebês deve ser considerado na avaliação da mamada, pois pode interferir no seu desempenho.

Estudos indicam que bebês mais agitados, como os "excitados inefetivos", precisam ser acolhidos e acalmados antes de serem colocados ao peito. Outros bebês, como os "gulosos", precisam de um período de tempo maior, antes de começarem a sugar, pois precisam estimular todos os sentidos. Isso traduz um início de interação importante, que exige intimidade entre mãe e filho.

Tipo de recém-nascido segundo o modo de mamar (Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria):
• Robusto -
Corpulento e voraz. Suga violenta e rapidamente. Extrai grande quantidade de leite, fere frequentemente o bico do seio.
• Nervoso – Agarra, solta o bico do seio e resmunga. Há necessidade de acalmá-lo, levando-o pacientemente ao seio, diversas vezes.
• Indiferente - Não se interessa por sugar. Se o leite é pouco ou muito, é o mesmo para ele.
• Guloso - Saboreia ruidosamente as primeiras gotas que lhe caem na boca. Chupeteia. Chega a se lamber.
• Folgado - Mama um pouco e descansa. Depois torna a mamar e vai assim, folgadamente, até terminar.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Farmácia