CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Aprenda a identificar os principais problemas relacionados a medicamentos

Artigo por Colunista Portal - Educação - quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Tamanho do texto: A A

Identificar problemas potenciais e reais relacionados a medicamentos
Identificar problemas potenciais e reais relacionados a medicamentos
A resolução e prevenção de problemas relacionados a medicamentos levam ao planejamento, execução e seguimento de um plano terapêutico que será cumprido otimamente pelo farmacêutico.

Um problema relacionado a medicamento (PRM) é definido como um problema de saúde suspeito de estar ligado à farmacoterapia que interfere nos resultados terapêuticos e na qualidade de vida do usuário.

Segundo Hepler e Strand, a Atenção Farmacêutica implica três funções primordiais em nome do paciente:
- identificar problemas potenciais e reais relacionados a medicamentos;
- resolver esses problemas;
- prevenir problemas potenciais relacionados a medicamentos.

Segundo Bisson (2007), um PRM é dito real ou atual quando manifestado, e potencial na possibilidade de sua ocorrência. Pode ser ocasionado por diferentes causas, como as relacionadas ao sistema de saúde, ao usuário e aos seus aspectos biopsicossociais, aos profissionais de saúde e ao medicamento.

A identificação de PRM segue os princípios de necessidade, efetividade e segurança, próprios da farmacoterapia e se apresentam da seguinte maneira:
1. Indicações sem tratamento: ocorrem quando o paciente possui um problema médico que requer terapia medicamentosa, mas não está recebendo um medicamento para esta indicação. Por exemplo, um paciente que está sendo apropriadamente tratado para uma doença vascular periférica, mas não está recebendo tratamento para a consequente anemia. Aqui, o objetivo do tratamento é o estado primário e o novo problema não foi identificado ou tratado.

2. Seleção inadequada de medicamentos: ocorre quando o paciente faz uso de um medicamento errado para a indicação de certa patologia e este se torna inefetivo.

3. Dosagem subterapêutica: ocorre quando o paciente está recebendo o medicamento correto, porém em uma dosagem menor do que seria necessário para seu estado clínico.

4. Fracasso no recebimento da medicação: ocorre quando o paciente possui um problema médico, porém não recebe a medicação que precisa (por questões financeiras, sociais, psicológicas ou farmacêuticas);

5. Sobredosagem: ocorre quando o paciente tem um problema médico, mas recebe uma dosagem que lhe está sendo prejudicial.

6. Reações adversas a medicamentos (RAM): ocorrem quando o paciente possui um problema médico resultante de uma reação adversa ou efeito adverso.

7. Interações medicamentosas: ocorrem quando o paciente possui um problema médico resultante de uma interação droga-droga, droga-alimento ou droga-exame laboratorial.

Por exemplo, o leite inibe a absorção de preparados de ferro e o ácido ascórbico, os antibióticos beta-lactâmicos, a levodopa e os salicilatos, possuem interferência bastante documentada com os exames de glicose na urina;

8. Medicamento sem indicação: ocorre quando o paciente faz uso de um medicamento que não tem uma indicação médica válida para aquele quadro clínico apresentando por ele.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.