CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Vias de administração de medicamentos

Artigo por Colunista Portal - Educação - terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Tamanho do texto: A A

Injeta-se o medicamento diretamente em uma veia
Injeta-se o medicamento diretamente em uma veia
Auricular - Administra-se o medicamento no ouvido.

Bucal e/ou Sublingual - Administra-se o medicamento na cavidade oral para obter um efeito sistêmico ou local.

Cutânea - Administra-se o medicamento na pele e/ou em feridas cutâneas e/ou nas unhas e/ou no cabelo ou pelos com o objetivo de obter um efeito local.

Dental - Aplica-se o medicamento nos dentes.

Endocervical - Administra-se o medicamento no colo uterino.

Endossinusal - Administra-se o medicamento nos sinuses para obter um efeito local.

Endotraqueobrônquica - Administra-se o medicamento na traqueia e/ou nos brônquios por instilação.

Endovenosa - Injeta-se o medicamento diretamente em uma veia.

Epidural - Injeta-se o medicamento diretamente no espaço epidural.

Extramniótica - Injeta-se o medicamento entre o córion (membrana exterior do óvulo) e o âmnio (membrana fina que reveste o interior da cavidade onde se encontra o feto).

Gastroentérica - Administra-se o medicamento no estômago ou duodeno por meio de um aparelho apropriado.

Gengival - Administra-se o medicamento nas gengivas.

Intracardíaca - Injeta-se o medicamento diretamente no músculo cardíaco e/ou na cavidade cardíaca.

Intracavernosa - Injeta-se o medicamento diretamente no corpo cavernoso.

Intracervical - Injeta-se o medicamento diretamente no colo uterino.

Intracoronária - Injeta-se o medicamento diretamente na artéria coronária.

Intradérmica - Injeta-se o medicamento na derme.

Intradiscal - Injeta-se o medicamento diretamente no núcleo pulposus do disco intervertebral.

Intraexternal - Injeta-se o medicamento na medula óssea do externo.

Intralesional - Administração por injeção ou outro meio do medicamento diretamente na lesão.

Intralinfática - Injeta-se o medicamento em vaso linfático.

Intramniótica - Injeta-se o medicamento diretamente na cavidade amniótica.

Intramuscular - Injeta-se o medicamento no tecido muscular.

Intraocular - Injeta-se o medicamento diretamente no olho (o uso ocular e subconjuntival está excluso).

Intraperitoneal - Injeta-se o medicamento diretamente na cavidade peritoneal [cavidade delimitada pelos dois folhetos do peritoneu: parietal (que reveste as paredes profundas do abdómen), e visceral (que envolve os órgãos abdominais)].

Intrapleural - Injeta-se o medicamento na cavidade pleural.

Intrarterial - Injeta-se o medicamento em uma artéria.

Intrarticular - Injeta-se o medicamento em uma cavidade articular.

Intrasinovial - Injeta-se o medicamento nos tendões e bolsa sinuvial bursa.

Intratecal - Injeta-se o medicamento através da dura na cavidade subaracnoide.

Intrauterina - Administra-se o medicamento na cavidade do útero.

Intravesical - Administra-se o medicamento na bexiga.

Nasal - Administra-se o medicamento no nariz para obter um efeito sistêmico ou local. A inalação da terapêutica para o trato respiratório inferior está excluída.

Ocular - Administra-se o medicamento acima da pálpebra e/ou da conjuntiva.

Oral - O medicamento deve ser engolido e será absorvido no trato gastrointestinal.

Periarticular - Injeta-se o medicamento à volta de uma articulação.

Perineural - Injeta-se o medicamento nas imediações de um ou mais nervos ou terminações nervosas.

Respiratória - Administra-se o medicamento no sistema respiratório por inalação para obter um efeito local no sistema respiratório inferior.

Retal - Administra-se o medicamento no reto (ânus) para obter um efeito sistêmico ou local.

Subconjuntival - Injeta-se o medicamento por baixo da conjuntiva.

Subcutânea - Injeta-se o medicamento diretamente por baixo da pele.

Transdérmica - Administra-se o medicamento na pele para obter um efeito local ou sistêmico após passar a barreira dérmica.

Uretal - Administra-se o medicamento diretamente na uretra.

Vaginal - Administra-se o medicamento diretamente na vagina.

Fonte: http://www.nafeum.unisul.br/index.cfm?fuseaction=Vias.Mostrar*
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.