artigo

sexta-feira, 11 de julho de 2008 - 18:49

Tamanho do texto: A A

Microcorrentes

por: Colunista Portal - Educação

É promovida por uma corrente Galvânica denominada MENS pulsátil e medida em microamperes.
Aplicação das Microcorrentes
 - Caneta Bipolar Opcional;
- Luva Condutiva Opcional.
Efeitos fisiológicos das Microcorrentes
 • Aumento das funções de permeabilidade seletiva, transporte ativo e passivo, osmose, difusão, endocitose, exocitose pelas membranas celulares, favorecendo a ativação do metabolismo celular;
• Aumento em até 500% da produção de ATP utilizando-se intensidades entre 50 e 1000 mA.;
 • Aumento do nº de fibroblastos com melhoria na reorganização de fibras colágenas, reticulares e elásticas dentro dos tecidos;
• Aumento da síntese de proteínas;
• Aumento de 30 a 40% no transporte de aminoácidos;
• Melhoria da captação de oxigênio local;
• Aumento das trocas iônicas;
• Melhoria do tônus muscular;
• Intensificação da circulação sanguínea e linfática nos plexos vasculares dérmicos superficiais e profundos;
 • Redução do nº de microrganismos patogênicos com consequente redução do processo infeccioso;
 • Aumento da velocidade de síntese dos tecidos de reparo na cicatrização;
• Melhoria da qualidade do tecido cicatricial produzido em queimaduras e demais lesões cutâneas.
 
 Indicações das Microcorrentes na Estética Facial
• Revitalização Cutânea;
• Protocolos de acne vulgar;
• Drenagem linfática facial;
• Desintoxicação tecidual;
• Combate à flacidez muscular;
• Controle do fotoenvelhecimento;
• Combate à involução cutânea precoce
 
 Protocolos de Aplicação das Microcorrentes
 Os equipamentos de Microcorrentes à disposição no mercado apresentam grandes diferenciais entre si quanto aos tipos de ondas, frequências, eletrodos utilizados nas aplicações, etc., sendo indispensável que para qualquer procedimento o profissional faça o treinamento específico com o fabricante antes de iniciar o procedimento estético. Protocolos de Aplicação das Microcorrentes
 • A frequência, o tipo de onda (suave, moderada, pulsada, forte ) e a intensidade devem ser utilizadas segundo o quadro clínico do paciente a ser tratado.
• São encontrados eletrodos com polo positivo e polo negativo de metal esféricos, ou bastonetes ou com porta-cotonetes, ou ainda com luvas condutoras.
• Os eletrodos com cotonetes devem ser molhados em produto cosmético aquoso, condutor de corrente (loções nutritivas e hidratantes) e são utilizados para pinçamentos nos músculos ou em deslizamentos para aplicação da loção como recurso revitalizante da pele.
• Os eletrodos esféricos facilitam a atuação na última etapa de aplicação da técnica que, em geral, é fase onde se busca a drenagem linfática e a ionização de iontos para revitalização facial.
• A 1ª etapa de aplicação das microcorrentes tem o objetivo de ativar o metabolismo cutâneo atuando na circulação sanguínea periférica, na mobilização da linfa e líquidos intersticiais e, ainda, acentuando as trocas iônicas celulares e teciduais.
 • Na 2ª etapa de atuação, as microcorrentes atingem a musculatura facial promovendo uma melhoria da irrigação sanguínea que, por consequência, promove maior oxigenação muscular e ativação metabólica, sem realizar ginástica isométrica.
 • Na 3ª etapa onde se aplica a ionização com iontos, o objetivo também é promover a drenagem linfática, devendo-se atuar com os eletrodos metálicos esféricos, realizando movimentos de deslizamentos seguindo a trajetória fisiológica da linfa na face.
 Avaliação Estética
Na avaliação estética facial devem ser analisados os seguintes aspectos:
 1. As contraindicações gerais de uso para as correntes elétricas.
 2. Presença de cirurgias.
3. Presença de dermatoses, dermatites e outras alterações da integridade da pele como psoríase, reações alérgicas, queimaduras de sol, quadros inflamatórios e infecciosos, acne rosácea, etc.
 
 ContraIndicações das Microcorrentes
 • Gestantes;
 • Epiléticos;
• Portadores de próteses metálicas;
 • Portadores de marca-passo;
• Cardiopatas;
• Infecções cutâneas;
• Neoplasias;
• Por meio do globo ocular.
Fonte: Profa. Juliana Fernandes de Almeida *
 
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Estética