CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Características que Permitem a Classificação da Pele

Artigo por Colunista Portal - Educação - segunda-feira, 25 de junho de 2012

Tamanho do texto: A A

1975: criação da classificação dos tipos de pele
1975: criação da classificação dos tipos de pele

Coloração/pigmentação
A pigmentação da pele é uma mistura de fatores genéticos (melanina produzida pelo organismo) e ambientais (exposição solar). No Brasil, por conta da miscigenação, a classificação de Fitzpatrick (Fototipo I, II, III, IV, V e VI), apesar de didática, é inadequada.

Há uma variedade muito intensa de colorações de pele, com diferentes capacidades de bronzeamento, o que foge a essa classificação. As melanoses solares (hiperpigmentações) assim como hiperpigmentações pós-inflamatórias (HPI) como nas sequelas de acne são mais comuns quanto mais escuros o tom da pele.

Sabe-se também que por diferenças de quantidade de melanina produzida nos diferentes tons de pele, têm diferentes proteções quanto aos raios ultravioletas (UV) do sol, chegando-se a observar inclusive um envelhecimento mais precoce de peles mais claras. Atribui-se este fato também ao menor teor de produção de lipídeos pelas peles mais claras.

Classificação Baseada na Cor da Pele e na Reação a Exposição Solar.

No ano de 1975, um médico americano chamado Dr. Thomas B. Fitzpatrick , da Escola de Medicina de Harvard, criou uma classificação para os tipos de pele, baseada na cor da pele e na reação a exposição solar.

Classificação baseada no grau de lubrificação e hidratação

A pele também pode ser classificada em função de suas características principais (grau de lubrificação, textura e hidratação).  O sebo produzido pela pele, misturado à água e proteínas da epiderme, resulta em uma emulsão natural denominada Fator Natural de Hidratação (NMF). O NMF é responsável por parte da hidratação da pele, pois evita a evaporação de água. 


O teor de lubrificação é dado pela quantidade de glândulas sebáceas presentes na área e pelo sebo produzido. Em alguns locais a intensidade de produção deste sebo é maior, como face e região dorsal. Já a hidratação da pele é dada pela capacidade que essa tem de manter a água em sua estrutura, seja por ingestão de líquidos, seja por troca com o meio ambiente.

Dessa forma, podemos verificar diferentes comportamentos para uma mesma pele dependendo do clima onde se encontra. Em climas mais úmidos a hidratação está favorecida pelo meio. A redução da hidratação cutânea ocorre pela evaporação da água presente no estrato córneo da epiderme. A reposição desta perda deve ser compensada por meio endógeno (ingesta de líquidos) ou meios exógenos (cosméticos).

Tipos de pele
Existem basicamente cinco tipos de pele segundo a lubrificação, são elas:

- Pele eudérmica ou pele normal;
- Pele lipídica ou pele oleosa;
- Pele alípica ou pele seca;
 - Pele mista;
- Pele sensível.

 


CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.