CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Administração de medicamentos introdução e conceitos

Artigo por Colunista Portal - Educação - quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Tamanho do texto: A A

A equipe de enfermagem constitui uma importante ferramenta
A equipe de enfermagem constitui uma importante ferramenta
A prática da administração de medicamentos é uma atividade frequente para a enfermagem, constituindo-se um fator de grande relevância dentro do processo de prevenção e cura. A administração de medicamentos, prática realizada nas instituições hospitalares sob-responsabilidade da equipe de enfermagem, deve ser vista por todos os profissionais de saúde envolvidos com a terapia medicamentosa sendo, portanto, apenas uma das etapas do processo de medicação.

Em vista ao tamanho da responsabilidade delegada à enfermagem, esta deve ater-se não somente aos procedimentos técnicos e básicos inerentes à profissão, mas identificar os caminhos percorridos pelo medicamento desde o momento que o médico o prescreve, até a sua administração ao paciente. E analisar criticamente o sistema de medicação, refletindo sobre suas possíveis falhas e causas.

A equipe de enfermagem constitui uma importante ferramenta na aquisição de segurança do sistema, buscando soluções para os problemas existentes nessa prática.

A capacidade de administrar medicamentos é uma das habilidades mais importantes que o profissional da enfermagem leva ao leito do paciente. A administração segura e efetiva dos medicamentos é considerada por muitos profissionais da enfermagem como a razão de seu sucesso

A organização das rotinas de administração de medicamentos é importante e deve ser compreendida por todos os que participam do serviço. Assim, vários métodos são adotados para assegurar precisão na preparação, distribuição e anotação dos medicamentos.
É claro que para oferecer medicamentos com exatidão requer muito conhecimento técnico, habilidade, dedicação, atenção e constante processo de reciclagem.

Medicamento é toda substância que, introduzida no organismo humano, vai preencher uma das finalidades enunciadas a seguir:

- Preventiva ou profilática - quando evita o aparecimento de doenças ou diminui a gravidade das mesmas;

- Diagnóstica -
quando não só auxilia o médico em decidir o que está causando a sintomatologia apresentada pelo paciente, como também localiza a área exata afetada pela doença;

- Terapêutica - quando é usada no tratamento das doenças. Existe grande variedade de substâncias químicas cujas ações terapêuticas mais comuns são:

- Curativa ou específica -
quando remove o agente causal das doenças. Ex.: antibiótico antimalárico;

- Paliativa ou sintomática - quando alivia determinados sintomas de uma doença, destacando-se entre eles a dor. Ex.: analgésico;

- Substitutiva -
quando repõe outra substância normalmente encontrada no organismo, mas que por um desequilíbrio orgânico está em quantidade insuficiente ou mesmo ausente. Ex.: insulina.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.