CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

O trabalho da Enfermagem em Centro Cirúrgico

Artigo por Colunista Portal - Educação - terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Tamanho do texto: A A

Trabalho da Enfermagem em Centro Cirúrgico
Trabalho da Enfermagem em Centro Cirúrgico
INTRODUÇÃO

No que tange ao conhecimento de prática,
Para ALMEIDA (1985,1986), a prática de enfermagem é entendida como o "conhecimento ( saber da enfermagem) corporificado em um nível técnico (instrumentos e condutas) e relações sociais específicas, visando ao atendimento de necessidades humanas, que podem ser definidas biológica, psicológica e socialmente".


ALMEIDA e cols. (1989) ainda concebem a prática de enfermagem como prática social e, portanto, historicamente estruturada e socialmente articulada. Ela é constitutiva das práticas sociais em geral e das práticas de saúde em particular.
Na América Latina, a partir de 1960, com o desenvolvimento e a modernização dos hospitais foi centrada a atenção à saúde na área curativa e, por sua vez, a prática da enfermagem também se desenvolveu nessa área.


ALCANTRA (1963) refere que "os novos estabelecimentos hospitalares passaram a constituir maior mercado para as enfermeiras diplomadas, relegando a planos secundários os serviços de saúde publica". Ainda a autora assinala ter encontrado em 1950, 49,4% das enfermeiras no campo hospitalar e 17,2% no campo da saúde pública em nosso país.


O trabalho da enfermagem é parte integrante do processo de trabalho em saúde, tanto no modelo de assistência individual como coletiva (CASTELLANOS e cols.,1989) por sua vez são partes complementares de um mesmo trabalho. Em se tratando do processo de trabalho em Centro Cirúrgico este tem por objetivo a assistência curativa, individualizada.


O trabalho da enfermeira de Centro Cirúrgico nasceu para atender às necessidades da equipe cirúrgica, isto é, houve a necessidade de desdobrar o trabalho médico ao organizar uma unidade onde fossem realizadas as cirurgias, bem como o preparo de material e equipamentos indispensáveis ao procedimento cirúrgico. Segundo CORREIA (1978), a enfermeira assumiu a prática no Centro cirúrgico, apenas para fiscalizar o serviço de enfermagem, no sentido de verificar o cumprimento adequado das técnicas.


A prática da enfermeira em centro cirúrgico estava mais voltada para os aspectos de gerenciamento, ou seja, para a provisão, o manuseio, e a manutenção de materiais e equipamentos nas salas de operação.


JOUCLAS (1987) refere que o desenvolvimento das técnicas cirúrgicas e os procedimentos anestésicos tiveram seu marco no final dos anos 60 e início de 70. O centro cirúrgico, por sua vez, estava se tornando uma unidade de alta tecnologia, necessitando estar preparado para o atendimento das mais sofisticadas cirurgias, como os primeiros transplantes de rim e de coração.


Através dos relatos de JOUGLAS (1987) percebemos que a prática da enfermeira em centro cirúrgico, também se relaciona com as primeiras expressões do saber da enfermagem citadas por ALMEIDA (1986), como sendo constituídas pela execução das técnicas em enfermagem.


Outrossim, observamos que após esse período, (década de 60/70), surgiram os princípios científicos relacionados à assepsia cirúrgica, os quais contribuíram para a evolução da prática em centro cirúrgico.


A questão da prática da enfermeira vem sendo indagada no que se refere ao objeto de trabalho, nos níveis da assistência, do ensino e da pesquisa. Assim, fizemos um recorte da prática de enfermagem e optamos por estudar somente o trabalho da enfermeira de centro.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.