CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Novas perspectivas para o processo educacional em saúde

Artigo por Claudnira Castro Cysne - domingo, 17 de fevereiro de 2013

Tamanho do texto: A A

Como caracterizar um profissional comprometido com o SUS?
Como caracterizar um profissional comprometido com o SUS?
Resumo
O objetivo deste artigo é refletir sobre a importância de estratégias educacionais que possibilitem aprendizagens com significados e apresentar uma experiência vivenciada durante a Capacitação em Processos Educacionais na Saúde que nos proporcionou uma efetiva articulação de conhecimentos, habilidades e atitudes/valores. A utilização de metodologias ativas de ensino aprendizagem desenvolvida pela espiral construtivista está ancorada nas teorias interacionistas, metodologia científica, aprendizagem significativa, reflexão da prática/experiência, dialogicidade, processamento de situação-problema e de narrativas, aprendizagem baseada em problemas, portfólio reflexivo, dentre outras estratégias educacionais.

Introdução

O presente trabalho é resultado de curiosidades, incertezas, certezas, indagações e discussões que possibilitaram o compartilhamento e a construção de novas ideias, permitindo a (des)construção de verdades cristalizadas e (re)construção das mesmas. E assim, em alguns momentos somos obrigados a olhar ao nosso entorno e intimamente perguntarmos: o que sou? Ou mesmo: o que quero ser? Sem dúvida somos o resultado de muitas influências, crenças, poderes, ambiências, convivências, verdades e falsas verdades..

A participação no Curso de Capacitação em Processos Educacionais na Saúde - CPES nos mobilizou a ir ao encontro destas respostas e nos aproximou dentre outras premissas da capacidade de aprender a aprender, do trabalho em equipe, da postura colaborativa, compromissada e ética, além de buscar o aprofundamento crítico e reflexivo das temáticas necessárias para o desenvolvimento de estratégias educacionais mediadas pela abordagem construtivista.

O curso apresentou como proposta educativa a ênfase na facilitação de atividades educacionais mediadas pelas metodologias ativas de ensino, cujo processo de ensino aprendizagem está embasado nas teorias interacionistas, na dialogicidade, na aprendizagem significativa, no processamento de situações - problemas e de narrativas, Problem Based Learning – PBL, Team Based Learning – TBL, portifólio reflexivo, dentre outros.

Sendo, então, o objeto deste trabalho, a sistematização ampliada com vinculação das temáticas abordadas, assim como, as reflexões relativas ao processo de ensino inovador, deverão ser itens de análise e registro: a vivência no processo educativo, as formas de abordagens para a apreensão de novos conhecimentos, a inovação do processo de ensino aprendizagem, a integração do saber popular e do saber científico, o cuidado, controle social e a formação do facilitador.

A primeira secção – Uma Vivência Educacional – traz como estratégias educacionais de formação do facilitador, a narrativa, o Team Based Learning (TBL) e o Problem Based Learning (PBL), dentre outras estratégias pedagógicas. A narrativa é uma atividade organizada através do processamento de uma situação que foi escrita pelo participante, onde está o registro de suas experiências e cumprem a função de ser um disparador para a discussão sobre determinado tema e proporciona o desenvolvimento do processo ensino aprendizagem.

O TBL e o PBL são estratégias dirigidas para o desenvolvimento do domínio cognitivo, focalizam a resolução de problemas com a participação colaborativa entre os participantes.

A segunda secção – As Dimensões das Metodologias Ativas e as Inovações no Ensino Aprendizagem – trata das possibilidades afetivas e educacionais proporcionadas pelas metodologias ativas e inovações consideradas oportunas para concretude da aprendizagem significativa, assim como o desenvolvimento da autonomia, estímulo ao diálogo e compartilhamento de ideias, a partir do exercício respeitoso da contraposição e tolerância à opinião divergente.

A terceira secção – A Integração do Saber Popular e do Saber Científico na Produção de Conhecimento e no Processo Educacional na Saúde - é discorrida com argumentações quanto à necessidade do encontro entre saber popular e saber científico, ou melhor, entre os diversos saberes. Buscamos a reflexão sobre a necessidade de reformar as dimensões do saber – conhecimento (conhecer), habilidade (fazer) e ético (ser).

A quarta secção – O Cuidado Integral e Ético – trata do cuidado como uma ação essencial para a vida humana, mesmo sendo considerada uma ação de extrema necessidade e imprescindível ao ser humano, muitos carecem de cuidado e ainda precisamos sensibilizar alguns humanos para a dedicação ao cuidado de outros.

A quinta secção - O Controle Social - Uma Efetiva Participação Social no SUS - discorre sobre a participação comunitária e o controle social. O movimento instituído por lei, que regulamenta a participação dos setores organizados da sociedade nas formulações e definições de ações em saúde.

A última secção, a sexta - Sentidos e Sentimentos – Uma Possibilidade de Facilitação - trata do processo educacional para a formação da facilitadora, ao que se referem aos sentidos (os aspectos diretivos) e aos sentimentos (os aspectos emocionais) vivenciados durante a capacitação.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Claudnira Castro Cysne

Graduada em Serviço Social pela Universidade da Amazônia-UNAMA. Especialista em Serviço Social na Gestão das Políticas Sociais e Saúde Pública.Facilitadora do Curso de Especialização na Gestão da Clinica pelo Sirio Libanês/MS. Integrante do Núcleo Pedagógico Permanente-NPP da Escola Técnica do SUS/Pará. Coord. do Curso de Vigilância em Saúde e Curso de Qualificação ao Agente de Endemias.