CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Eficiência e Eficácia Organizacional: O que são?

Artigo por Colunista Portal - Educação - quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Tamanho do texto: A A

Eficiência significa fazer bem e corretamente
Eficiência significa fazer bem e corretamente
Quando se fala do conceito de administração, refere-se à questão do alcance dos objetivos, à utilização de recursos, com eficiência e eficácia. Em uma primeira aproximação, os conceitos de eficiência e eficácia podem parecer sinônimos, constituindo-se em duas formas de se falar a mesma coisa.

Entretanto, a diferença entre estes dois conceitos merece uma especial atenção, e por mais que ambos estejam relacionados, os dois são completamente distintos.

Constata-se que tudo o que é feito dentro de uma organização, a ação em si, está associado ao conceito de eficiência, enquanto que aquilo que é alcançado, o resultado, está relacionado à eficácia.

 Enquanto que eficiência significa fazer bem e corretamente, empregar do melhor modo os recursos disponíveis, eficácia significa, simplesmente, atingir objetivos e resultados.

Com base nestas percepções, pode-se deduzir a relação entre eficiência e eficácia, a qual é muito intensa. Normalmente, processos eficientes (eficiência), levam aos resultados desejados (eficácia), mas pode-se fazer certo as coisas erradas, o que representaria eficiência, mas não a eficácia.

A organização formal vai ao encontro da própria definição de organização. Ela caracteriza todos os meios criados intencionalmente para uma organização funcionar. A organização formal requer autoridade das pessoas que exercem o controle e estabelecem a forma de utilização, bem como a divisão do trabalho e as relações formais entre seus membros.

Quando se procura compreender a relação entre as organizações e o ambiente externo, chega-se à conclusão de que elas são sistemas abertos, ou seja, mantém uma dinâmica interação com seu meio ambiente, sejam clientes, fornecedores, concorrentes, entidades sindicais, órgãos governamentais e outros agentes externos.

A organização, segundo Chiavenato (2003), influi sobre o ambiente e recebe influência dele. Para se explicar os ambientes organizacionais torna-se necessário dividi-lo em macroambiente e microambiente. Estes se explicam:

Macroambiente: compreende aspectos mais amplos que envolvem (influenciam, afetam) a maioria das organizações.

Microambiente: corresponde a sistemas que interagem diretamente com uma organização em particular, são sistemas próximos a ela.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.