CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Conservação da Audição dos Trabalhadores

Artigo por Colunista Portal - Educação - quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Tamanho do texto: A A

Proteger os trabalhadores expostos
Proteger os trabalhadores expostos
No programa de conservação da audição de trabalhadores é de suma importância a avaliação de áreas onde há presença de ruído, com métodos de avaliação apropriados de análise quantitativa. Deve ser elaborado um procedimento escrito que aborde com clareza a avaliação do ruído.

Identificando-se grupos de trabalhadores que apresentam iguais características de exposição (grupos homogêneos de exposição) não precisarão ser avaliados todos os trabalhadores, as avaliações podem ser realizadas em um ou mais funcionários cuja situação corresponde à exposição típica de cada grupo considerado.

Este procedimento pode fazer referência ao PPRA da empresa, porém, existem excelentes indicativos de áreas com potencial para expor o trabalhador como:
-Mapas de Riscos
-Informações médicas
-Informações do funcionário

Para a avaliação de áreas de risco são utilizados técnicas e instrumentos de acuidade e precisão próprios para a avaliação, para que sejam realmente identificados com precisão os níveis de ruídos existentes. O bom-senso e a ética devem reger esta avaliação para que os resultados obtidos ajudem nas medidas de estratégias para a saúde do trabalhador. Os dados de medição de ruído obtidos são necessários para determinar o grau de exposição e para a tomada de decisões para proteger os trabalhadores expostos.

Seguem abaixo as razões para que a avaliação da exposição seja cautelosa:
-Definir áreas perigosas
-Identificar os trabalhadores expostos para o PCA (programa de conservação auditiva)
-Classificar o tipo de exposição
-Definir política de uso dos EPI's
-Avaliar fontes geradoras de ruído
-Documentar os níveis de ruído

De acordo com AIHA (American Industrial Hygiene Association), para a avaliação da exposição é necessário caracterizar o ambiente de trabalho. Devem ser identificadas as exposições potenciais para cada empregado ou grupo de empregados alocados em determinado local de trabalho, além de identificar os limites de tolerância apropriados e definir os Grupos Similares de Exposição (GSE) ou grupos Homogêneos de Exposição (GHS). Existem quatro componentes para a caracterização básica da avaliação da exposição, que são:

• Caracterizar o ambiente de trabalho
-Conhecimento do ambiente
-Descrição dos processos
-Atividades envolvidas
-Agentes existentes


CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.