CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Vacina Contra Difteria e Tétano (Vacina Dupla Bacteriana - DT/DT)

Artigo por Colunista Portal - Educação - quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Tamanho do texto: A A

Vacina contra dt/dt
Vacina contra dt/dt
Apresentação e Composição
A vacina dupla contém toxoide diftérico e toxoide tetânico, tendo como adjuvante hidróxido ou fosfato de alumínio. É apresentada sob forma líquida em ampola com dose única ou em frasco-ampola com múltiplas doses. Há dois tipos de vacina dupla:

- Vacina dupla do tipo infantil (DT);
- Vacina dupla do tipo adulto (dT).

A vacina dupla do tipo infantil (DT) contém a mesma concentração de toxoide diftérico e de toxoide tetânico presente na vacina tríplice (DTP), enquanto a dupla do tipo adulto (dT) contém menor quantidade de toxoide diftérico. A vacina dupla do tipo infantil DT poderá ser aplicada em menores de sete anos e dupla do tipo adulto dT a partir desta idade.

Via de Administração
É administrada por via intramuscular profunda, preferencialmente no vasto lateral da coxa e em crianças com mais de dois anos de idade pode ser aplicada na região deltoide.

Esquema de Aplicação
A vacina dupla do tipo infantil (DT) é indicada para crianças com menos de sete anos de idade para as quais haja contraindicação de receberem a vacina contra coqueluche (componente pertussis=P). O esquema de administração é o mesmo utilizado para a vacina tríplice DTP.
A vacina dupla do tipo adulto (dT) é indicada a partir de sete anos de idade a crianças que não receberam nenhuma dose da vacina tríplice DTP ou da vacina dupla do tipo infantil – DT, ou não completaram o esquema básico com uma dessas vacinas, ou cujo estado vacinal não seja conhecido. É ainda empregada como reforço da vacinação efetuada com a tríplice DTP ou com a dupla do tipo infantil – DT.

Para o esquema básico são adotados os seguintes calendários:
- Três doses aplicadas com intervalo de dois meses, mínimo de um mês, entre a primeira e a segunda, e de seis meses entre a segunda e a terceira (esquema 0, 2, 8);
- Três doses aplicadas com intervalos de dois meses, mínimo de um mês (esquema 0, 2, 4).

Por motivos de ordem operacional tem-se optado por um ou outro esquema nas diferentes regiões do país. Os reforços são realizados de dez em dez anos, por toda a vida.

Contraindicações
Reação anafilática sistêmica grave seguindo-se à aplicação de dose anterior; Síndrome de Guillain-Barré nas seis semanas após a vacinação contra difteria e/ou tétano anterior. Se uma pessoa, que não completou o esquema básico de imunização contra o tétano, tiver contraindicação absoluta ao uso de uma preparação contendo toxoide tetânico e sofrer um ferimento que não seja limpo ou superficial, deve receber somente imunização passiva (soro ou imunoglobulina humana antitetânica).

Conservação e Validade
Deve ser conservada entre +2 oC e +8 oC. O congelamento inativa a vacina. Depois de aberto o frasco-ampola de múltiplas doses, a vacina poderá ser utilizada até o final do prazo de validade, desde que tenha sido manipulada com técnicas corretas de assepsia. O prazo de validade é indicado pelo fabricante e deve ser respeitado rigorosamente.

Eventos Adversos
São efeitos adversos apresentados pela vacina contra Difteria e Tétano:
- Dor;
- Eritema;
- Edema no local da aplicação;
- Linfadenopatia;
- Febre, raramente superior a 39oC;
-Na vacinação com DT/dT, como já observado em outras vacinas, também podem ocorrer os abcessos quentes e frios, eventos associados à técnica de aplicação, que devem ser notificados e não contraindicam dose subsequente da vacina;

- Reação de hipersensibilidade do tipo III. É um evento local grave que se apresenta de forma mais intensa. Nesse caso, o edema pode estender-se do ombro até o cotovelo. Pode estar acompanhada de cefaleia e de mal-estar geral. Contraindica a aplicação de toxoide tetânico e diftérico por dez anos. Isto é, não deve ser administrada dose de reforço até 10 anos depois da aplicação dessa última dose;

- Neuropatia periférica: sua ocorrência é muito rara e está relacionada à repetidas doses de vacina antitetânica. São contraindicadas doses seguintes desta vacina e da vacina antitetânica. Exige notificação imediata;

- Síndrome de Guillain Barré: caracteriza-se por dor nos membros inferiores e paralisia ascendente, ou seja, começa nas extremidades (pés) e vai subindo, paralisando outros músculos. São contraindicadas doses seguintes desta vacina e da vacina antitetânica e sua - Choque Anafilático: caracterizado por hipotensão e choque, associado à urticária, edema de face e laringoespasmo. Pode instalar-se nas primeiras duas horas após a aplicação da vacina (em geral nos primeiros 30 minutos). É contraindicado a administração de todos os componentes da vacina DT, dT, TT. Caso o cliente sofra um acidente com risco de contrair o tétano, deve receber o método profilático passivo (imunoglobulina antitetânica). Exige notificação imediata.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.