CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Sarcoma de Kaposi

Artigo por Débora de Sousa Gomes - quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Tamanho do texto: A A

O Sarcoma de Kaposi clássico é mais comum em idosos do sexo masculino.
O Sarcoma de Kaposi clássico é mais comum em idosos do sexo masculino.
Introdução

O húngaro Moritz Kaposi foi quem primeiro descreveu a doença como "sarcoma pigmentado-múltiplo idiopático", em 1872. É causado por um subtipo de vírus da família do Herpesvírus, chamado de HHV 8 ou KSHV (Kaposi sarcoma herpes vírus). Sarcoma de Kaposi (SK) é um tipo de câncer que atinge as paredes dos vasos linfáticos e pode simultaneamente se desenvolver em diferentes regiões do corpo. Pode aparecer na pele, mas outros órgãos internos, como nódulos linfáticos, pulmões e sistema digestivo também apresentam o sarcoma de Kaposi. Sua causa ainda não é bem conhecida, porém estudos mostram que este sarcoma está associado a fatores genéticos, viróticos, imunológicos, entre outros. É o câncer mais relacionado à AIDS.

No entanto, o fato de ser um paciente portador do vírus HIV não significa que irá desenvolver o Sarcoma de Kaposi. Nos últimos 10 anos notam-se um grande número de publicações relatando a associação desta doença também com neoplasias hematológicas. Segundo Ohe et al. (2010) atualmente, são reconhecidas quatro formas clinicas: clássica, endêmica da África, iatrogênica e epidêmica relacionada ao HIV. Essas formas têm evoluções distintas, porém apresentam características fenotípicas semelhantes. O SK clássico é mais comum em idosos do sexo masculino, descendentes de judeus, europeus ou da região do Mediterrâneo.

Principais tipos de Sarcoma de Kaposi

- Sarcoma de Kaposi clássico: não tem relação com o sistema imunológico. É um tipo mais incomum câncer, que atinge homens de idade avançada. Seu desenvolvimento é semelhante a outros tipos de tumores. Ele progride mais lentamente, não é agressivo e não necessita de grandes tratamentos, apenas acompanhamento médico. Comumente ocorre na pele, frequentemente nos membros inferiores. Sarcoma de Kaposi endêmico ou africano: atinge homens, mulheres e crianças. Sintomatologia semelhante ao sarcoma de Kaposi clássico, porém o sarcoma de Kaposi endêmico infantil é uma doença de progresso acelerado e letal. O

- Sarcoma de Kaposi que afeta pessoas com o sistema imunológico deficiente: principalmente pacientes portadores de AIDS. Pessoas que fizeram algum transplante de órgãos e devem tomar medicação imunossupressora para evitar rejeição também estão propensas a desenvolver a doença, porém em uma frequência muito menor.

Epidemiologia

O SK ficou mais conhecido em 1981, quando foram classificados 26 casos entre homossexuais masculinos da Califórnia e da cidade de Nova York, confirmando a associação entre o SK e a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida.

O SK é a neoplasia mais comum entre os pacientes com AIDS e a infecção pelo HIV é o mais importante fator de risco para seu aparecimento. O risco de SK entre os infectados pelo HIV é 20.000 vezes maior que na população geral. Nesses doentes infectados com o HIV o SK é uma doença que define o quadro de SIDA. Tem-se observado quadros com evolução muito agressiva, conduzindo à morte, sobretudo em doentes com infecção HIV com imunossupressão grave não tratada. Nesses casos a sobrevida média após o diagnóstico tem sido um ano. Em muitos casos é possível a estabilização ou completa remissão dos tumores apenas pela reconstituição imunitária e diminuição da carga viral.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Débora de Sousa Gomes

Sou enfermeira e pós graduanda em Gestão Hospitalar. Tenho 15 anos de experiência profissional, desenvolvidos em empresas como Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, Faculdade Presidente Antônio Carlos de Ipatinga e Hospital Márcio Cunha. Desenvolvi e executei projetos para a melhoria da qualidade de aprendizado dos alunos do curso de enfermagem e ministrei palestras relacionadas a saúde.