CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Biomecânica: Músculos e suas funções

Artigo por Colunista Portal - Educação - quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Tamanho do texto: A A

Os músculos também são utilizados como estabilizadores
Os músculos também são utilizados como estabilizadores
Os músculos realizam muitas funções importantes para o desempenho eficiente do corpo humano. As três funções que se relacionam especificamente com o movimento humano são: contribuir para a produção do movimento, manutenção da postura e posicionamento corporal e assistência na estabilidade das articulações.

Além disso, segundo Hamill e Knutzen (1999), o sistema muscular proporciona outras funções que não se relacionam ao movimento especificamente podem ser citadas como, por exemplo: os músculos suportam e protegem os órgãos viscerais e os tecidos internos de lesão; a tensão no tecido muscular pode alterar e controlar pressões dentro das cavidades; o músculo também contribui para a manutenção da temperatura muscular pela produção de calor; e os músculos controlam as entradas e saídas do corpo pelo controle voluntário da deglutição, defecação e eliminação da urina.

Os músculos responsáveis primeiramente pela produção de movimento são chamados de movimentador primário, quando uma força maior é requerida, outros músculos contribuem como movimentadores assistentes.

Os músculos que criam o mesmo movimento articular são chamados de agonistas. Os músculos opositores ou que produzem o movimento articular contrário são chamados de antagonistas. Um exemplo simples para o entendimento do papel do músculo (agonistas e antagonistas) é indicado pela Figura 6 que ilustra os músculos tríceps e bíceps responsáveis pela extensão e flexão do cotovelo, respectivamente.

Pode-se dizer que são os antagonistas e a gravidade que “freiam” o movimento. Além disso, quando o músculo está fazendo o papel de antagonista, há maior susceptibilidade à lesão no local da inserção muscular ou na própria fibra muscular. Isso ocorre porque o músculo está contraindo para retardar o movimento do membro e ao mesmo tempo está sendo alongado.

Os músculos também são utilizados como estabilizadores, agindo em um segmento de modo que possa ocorrer um movimento específico em uma articulação adjacente. E, como último papel, os músculos desempenham ações de sinergistas ou de neutralizadores, no qual o músculo irá se contrair para eliminar a ação indesejada causada por outro músculo.

O deltoide é o agonista, já que é o responsável pelo movimento de abdução. O grande dorsal é o antagonista já que resiste ao movimento de abdução. O trapézio age como estabilizador segurando a escápula para que o movimento ocorra e o redondo menor age como neutralizador a fim de evitar a rotação externa ou qualquer rotação interna produzida pelo grande dorsal, por exemplo (HAMILL e KNUTZEN, 1999).

Na prática é importante o conhecimento do papel dos músculos para o desenvolvimento e montagem dos treinamentos. Na musculação, por exemplo, pode-se realizar sessões de treinos com sistemas agonista/antagonista, que significa que o indivíduo realizará exercícios na sequência do músculo agonista e do seu antagonista na sequência (exemplo: bíceps e tríceps). Estas questões são uma das formas de sobrecargas da musculatura e de controle do treinamento.

No entanto, para o entendimento da força muscular, alguns fatores devem ser considerados, como por exemplo, o ângulo de inserção muscular, a relação comprimento/tensão, a relação força-velocidade, força-tempo, efeito da temperatura, efeito da fadiga (HAMILL e KNUTZEN, 1999; HALL, 2000; NORDIN e FRANKEL, 2003).
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.