CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Sensoriamento remoto: O que é?

Artigo por Colunista Portal - Educação - sexta-feira, 26 de abril de 2013

Tamanho do texto: A A

Os sensores estão a uma distância remota do objeto
Os sensores estão a uma distância remota do objeto
Sensoriamento Remoto é a ciência que estuda a obtenção de imagens da superfície terrestre, utilizando a detecção e medição quantitativa das respostas das interações da radiação eletromagnética com os materiais terrestres.

Os sensores estão a uma distância remota do objeto, com isso se estabelece a base para definir o sensoriamento remoto em uma concepção um pouco mais científica, seguindo os conceitos abaixo de acordo com Almeida (2012).

• Exigência: ausência de matéria no espaço entre o objeto e o sensor;

• Consequência: a informação do objeto é possível de ser transportada pelo espaço vazio;

• Processo: o elo de comunicação entre o objeto e o sensor é a radiação eletromagnética, a única forma de energia capaz de se transportar pelo espaço.

O objeto a ser imageado é registrado pelo sensor por meio de medições da radiação eletromagnética (REM) como a luz solar refletida da superfície de qualquer objeto.

A radiação eletromagnética, que é uma forma de onda e uma forma de energia (dualidade), se propaga pelo espaço vazio, ou seja, no vácuo na velocidade da luz.

Nas análises realizadas em imagens de sensoriamento remoto a coexistência da radiação eletromagnética na forma de onda e na forma de energia é considerada para a explicação de tudo que é observado nas imagens com referência às características dos objetos.

A dualidade (onda e energia) do comportamento da radiação eletromagnética é formulada pelos conceitos ondulatório (onda) e corpuscular (energia).

No modelo ondulatório, radiação eletromagnética é explicada como uma forma de onda senoidal e harmônica. Maxwell em seus experimentos afirma que uma partícula carregada eletricamente gera um campo elétrico ao redor de si mesmo e o movimento dessa partícula cria um campo magnético. Os campos elétrico e magnético atuam vibrando ortogonalmente entre si e possuem as mesmas amplitudes.

O campo vibra porque a partícula vibra. Caso essa partícula acelere as perturbações entre os dois campos, propagam-se no vácuo em uma direção ortogonal à direção dos campos elétricos e magnéticos. A figura abaixo demonstra os dois campos e seus comportamentos de acordo com as partículas.

As perturbações que acontecem nos campos elétrico (E) e magnético (M) são chamadas de ondas eletromagnéticas. O comprimento da radiação eletromagnética depende de quanto tempo à partícula é acelerada e a frequência ν da radiação depende da frequência de vibração da partícula.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.