CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Variabilidade Genética

Artigo por Colunista Portal - Educação - sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Tamanho do texto: A A

Essa variabilidade é que garante que a população não vá se extinguir
Essa variabilidade é que garante que a população não vá se extinguir
No nosso Planeta vive uma diversidade de organismos, cada qual com particularidades genéticas, que são específicas de cada indivíduo. Em uma dada população (por exemplo, uma população de papagaio-verdadeiro) existem diferenças genéticas (entre alelos dos mesmos genes) entre os indivíduos, que chamamos de variabilidade genética. Essa variabilidade é que garante que a população não vá se extinguir, caso ocorra alguma catástrofe, como a propagação de uma doença. Já que indivíduos com certos alelos ou combinações de alelos podem ter precisamente as características necessárias para sobreviverem e se reproduzirem sob novas condições.

Esta variabilidade de alelos nos genes dos indivíduos surge tanto através de mutações aleatórias, como pelo fluxo gênico entre populações.

As mutações são mudanças na sequência dos nucleotídeos do material genético de um organismo. Mutações podem ser causadas por erros de cópia do material durante a divisão celular ou por fatores externos, como por exemplo a exposição à radiação ultravioleta, mutagênicos químicos, ou vírus. Mutações desfavoráveis (ou deletérias) podem ter sua frequência reduzida na população por meio da seleção natural, enquanto mutações favoráveis (benéficas ou vantajosas) podem se acumular, resultando em mudanças evolutivas adaptativas. Por exemplo, uma borboleta pode produzir uma prole com novas mutações. A maioria dessas mutações não terá efeito. No entanto, uma delas pode mudar a cor dos descendentes desse indivíduo, tornando-os mais difíceis (ou fáceis) de serem vistos por predadores. Se essa mudança de cor for vantajosa, a chance dessa borboleta sobreviver e produzir sua própria prole será um pouco maior, e com o tempo o número de borboletas com essa mutação constitui formar uma maior proporção da população (Wikipédia).

O Fluxo gênico é a transferência de genes de uma população para outra e pode ocorrer por meio da simples mobilidade de organismos para outras populações.

Em pequenas populações, as frequências alélicas podem variar de uma geração para a seguinte simplesmente devido ao acaso, baseado em quais os indivíduos que sobrevivem até à maturidade, acasalam e deixam descendência. Este processo aleatório de mudança nas frequências alélicas é conhecido como deriva genética, e é um processo distinto das mudanças nas frequências genéticas causado pela selecção natural (Wikipédia). A deriva genética pode também acontecer quando um número significativo da população morre, conhecido também como efeito gargalo de garrafa (Bottleneck). Nessa situação, apenas os alelos dos indivíduos que sobreviverem serão passados para as gerações futuras.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.