artigo

terça-feira, 1 de janeiro de 2008 - 00:00

Tamanho do texto: A A

Desenvolvimento do Solo

por: Colunista Portal - Educação

O clima afeta as plantas e os animais indiretamente através de sua influência no desenvolvimento do solo, o qual proporciona o substrato dentro do qual as raízes das plantas crescem e muitos animais se abrigam. As características do solo determinam a sua capacidade de reter água e tornar disponível os minerais exigidos pelo crescimento das plantas. Dessa forma, a sua variação provê uma chave para o entendimento da distribuição das espécies de plantas e da produtividade das comunidades biológicas.

O solo desafia uma definição simples, mas podemos descrevê-lo como a camada material alterado química e biologicamente que se sobrepõe à rocha ou a outros materiais não modificados na superfície da Terra. Ele inclui os minerais derivados da rocha parental, os minerais modificados recriados dentro da zona de modificação, material orgânico fornecido pelas plantas, ar e água dentro dos poros do solo, raízes vivas de plantas, microorganismos, e os grandes vermes e artrópodes que fazem o solo sua casa. Cinco fatores determinam grandemente as características do solo. O clima, o material parental (a rocha subjacente), a vegetação, a topografia local e, em certo grau a idade.

Os solos existem num estado dinâmico, mudando à medida que se desenvolvem sobre diferentes materiais rochosos expostos. E mesmo depois de atingirem propriedades estáveis, permanecem num constante estado de fluxo. As águas subterrâneas removem algum material, outros materiais entram no solo vindo da vegetação, da precipitação, como poeira pelo ar e da rocha abaixo (na maioria das regiões tropicais, as entradas atmosféricas - poeiras e materiais dissolvidos na chuva -, junto com os nutrientes liberados da rocha subjacente, constituem a principal via de entrada de nutrientes no ecossistema). Nos lugar onde cai pouca chuva, a rocha matriz se decompõe lentamente e a produção vegetal acrescenta poucos detritos orgânicos ao solo. Dessa forma, regiões áridas tipicamente têm solos rasos, como o leito rochoso situando-se próximo à superfície. Os solos podem simplesmente não se formar onde o leito rochoso modificado e os detritos erodem tão rapidamente quanto são formados. O desenvolvimento do solo também não vai longe em depósitos aluviais, onde camadas frescas de silte depositadas a cada ano por enchentes soterram material mais antigo. No outro extremo, a formação do solo acontece rapidamente nos trópicos úmidos, onde a modificação química do material parental pode estender-se a profundidades de 100 metros. A maioria dos solos das zonas temperadas tem profundidades intermediarias, estendendo-se numa média grosseiramente aproximada de 1 metro.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Biologia