CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Estratégias de aprendizagem

Artigo por Colunista Portal - Educação - sexta-feira, 19 de abril de 2013

Tamanho do texto: A A

A aprendizagem é o resultado de alguma experiência vivida
A aprendizagem é o resultado de alguma experiência vivida
O constante fluxo de conhecimentos e informação que caracteriza a sociedade atual, assim como as condições de incerteza que gera, exige das pessoas processos de aprendizagem para regular seus comportamentos e, dessa forma, enfrentar suas exigências. Isso diz respeito, sobretudo, a uma incompatibilidade entre o modelo tradicional de educação e a empregabilidade, perfis exigidos no mercado de trabalho.

As estratégias se referem à criação de projetos complexos baseados na análise que proporciona uma posição valiosa e original, articulada com toda uma estrutura de ações e comportamentos direcionados a um objetivo determinado (PORTER, 2005). Aprender implica também o estabelecimento de ligações entre o mental, o socioafetivo, o sensório e o neurológico, o qual afeta fatores pessoais, relacionais, cognitivos e simbólicos ligados a mudanças, ou reorganizações. Nessa perspectiva, a aprendizagem é um processo que permite o conhecimento e está baseada em processos contínuos de equilíbrios cognitivos, nos quais se realizam elaborações sucessivas de estruturas.

Assim, as estratégias de aprendizagem referem-se ao conjunto de atividades, técnicas e meios que se planejam considerando as necessidades de cada sujeito e que conduzem a um uso reflexivo dos procedimentos até um objetivo de aprendizagem. Starkey (1997) e Nonaka e Takeuchi (1997) sugerem que essas estratégias requerem algum nível de consciência, controle e com a intenção de resolver problemas.

Dessa maneira, afeta-se a forma como se seleciona, adquire, organiza ou integra o novo conhecimento mediante os comportamentos, caracterizados por seu nível de planejamento e controle em sua execução. Assim, envolve-se um componente que permite refletir e regular as ações próprias de cada indivíduo. Em termos gerais, as estratégicas de aprendizagem se caracterizam por serem planos de ação conscientes e intencionais, classificando-se em três tipos: cognitivas, metacognitivas e racionais.

Propõe-se um sistema categorial, no qual as estratégias cognitivas tragam componentes de elaboração, organização, inferência e transferência. As estratégias metacognitivas implicam componentes de avaliação e regulação. E as estratégias relacionais complementam o sistema categorial.

Na obra de Chiavenato (2009, p. 23), apresenta-se que a aprendizagem é o resultado dos fatores hereditários (herança genética) somadas às experiências vividas no decorrer da vida do indivíduo. Segundo o autor, “interesses, atitudes, motivações e expectativas são fortemente influenciados pela aprendizagem frente às situações enfrentadas”.

A aprendizagem é o resultado de alguma experiência vivida, pois ocorre uma mudança de comportamento da pessoa como resposta a uma situação anterior. Ao longo de sua vida o homem armazena experiências e conhecimentos.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.