CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

"Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro."

Artigo por Cícero Gomes Ribeiro - segunda-feira, 2 de julho de 2012

Tamanho do texto: A A

Cícero Gomes Ribeiro
Cícero Gomes Ribeiro
Creditada ao Austríaco Sigmund Freud, pai da psicanálise, a frase acima faz refletir sobre qual é matéria que realmente nos constitui.

O autor diz que somos feitos de carne e quando afirma isso credita aos seres humanos todas as propriedades típicas da carne. Notamos isto pelo antagonismo que o elemento ferro exerce sobre a carne.

Na perspectiva de Freud ser feito de algum elemento era uma condição imutável: Somos feitos de carne e jamais seremos feitos de ferro. Contudo, deixa claro que é possível viver como se fosse feito de outro material, neste caso, o próprio ferro.

Existe uma grande diferença entre ser e fazer de conta que se é. Mas para o autor, a vida exige que tenhamos uma mudança na nossa constituição. Não falo novidade quando afirmo que a vida é dura. Como diz um dito popular: “A vida é uma escola que primeiro dá a prova, para somente depois nos ensinar a lição.”

No mundo organizacional esta verdade igualmente se aplica. Não teremos dificuldades em identificar Gerentes contrariaram suas reações mais naturais, - típicas da carne - por conta de situações que viveram no dia a dia da empresa. Contrariar a sua própria natureza é negar que se é feito de carne. Uma postura presente somente em pessoas maduras e preparadas para assumir cargos de liderança.

Um Gerente não pode ficar preso aos seus instintos, reagindo a situações que surgem sem debruçar pelo menos um minuto que seja de reflexão sobre as consequências que trarão para empresa e, muitas vezes, para a comunidade.

Viver como se fosse feito de ferro é uma na verdade uma postura mais de tolerância e resistência que de agressividade. Um gerente que vive como se fosse feito de ferro não é visto discutindo, não é conhecido pelo mau humor ou pelos atos de perseguição. Ao contrário. É admirado por sua capacidade de superar situações difíceis, pela habilidade em gerenciar crises, não raras vezes superiores recorrem a sua intermediação para resolver problemas, que não suportam mais.

Devemos destacar, entretanto, que viver como se fosse de ferro não deve converter o Gerente numa pessoa insensível, fria, incapaz de sentir compaixão. Ao contrario, é sentir tudo isto mesmo sendo agredido no momento de uma discussão. É saber que existem pessoas que simplesmente não sabem se comportar adequadamente e que depois de um desabafo estarão terrivelmente arrependidas.

Viver como se fosse feito de ferro não é se convertem num capacho humano. Mas acima de tudo é saber tomar a atitude certa. Que pode ser uma nova oportunidade ou um encaminhamento ao mercado de trabalho.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Cícero Gomes Ribeiro

Gestor de Empresas. Pós-graduado em Marketing (UNIP) Pós-graduado em Pedagogia Empresarial (IBE) Palestrante Convidado da Faculdade Redentor RJ. Membro do Banco de Palestrantes do Sebrae MG. Consultor contratado pela Rede Uai de Supermercados. Autor dos livros "Casei com meu Cliente", "Papo de Vendedor" e "Gerente Empreendedor".